Apareça e Cresça com a Site8

5 erros fatais cometidos em sites e blogs

Você possui um Blog ou Site e por mais que tente parece que as visitas não chegam e você nunca é encontrado com um bom posicionamento através dos campos de buscas? Bom, às vezes o problema não está em seu conteúdo e sim em outros componentes que acabam atrapalhando a análise do Google para rankear seu site.

Pensando nisso, separei alguns erros que muitas pessoas cometem sem perceber e que acabam colando o site em ruínas:

  1. Código HTML e CSS

Um que geralmente passa despercebido por muitas pessoas é e o motivo do blog não ter uma boa posição no ranking de buscas no Google são problemas na sintaxe do código que acabam acarretando na renderização e indexação da página. Para encontrar esses erros, você não precisa ser especialista em programação. Atualmente existem ferramentas onde você disponibiliza a URL do seu site ou Blog e ele te informa onde estão os erros e quais são eles. Feito isso, é só você procurar por um profissional capacitado para resolvê-los.

2 – Domínio do Website

O nome do seu domínio é muito mais que sua identidade, muitas pessoas não dão muita importância para isso e acabam colocando nomes muito grandes e difíceis de compreender no domínio, isso acaba dificultando tanto para o leitor quanto para o próprio Google.

Geralmente, sites com o nome muito longo têm o pior rankeamento no Google, e como provar isso é muito simples: pesquise algo no Google e veja os primeiros colocados, com certeza o nome deles é curto e fácil de memorizar.

3 – Título do Website

O título é o item mais importante do seu website, aproveite-o bem, colocando a palavra chave em que deseja trabalhar sempre no início do título e procure não repeti-lo.

Uma página não deve conter dois títulos iguais e para você verificar se não há nenhum conteúdo repetido utilize o comando site: no campo de pesquisa do Google, por exemplo, site:seublog.com.br e será listado todos os títulos do seu website e você conseguirá verificar se tem algum repetido. A ferramenta Google Webmaster Tools também possui a mesma função.

4 – Exibição do site em outros dispositivos

Em pouco tempo, as buscas serão na grande maioria vindas de dispositivos móveis, já que esse tipo de busca está crescendo a passos largos. Por conta disso, o Google está valorizando sites que possuem layout responsivo. Ou seja: sites com layouts que se adaptam em qualquer resolução de tela. Além disso, o Google prefere os sites responsivos por conta da facilidade de acessar seu conteúdo e compartilhá-lo. Caso seu site não seja responsivo, recomendamos que você o adapte para a nova realidade que está dominando a Web.

5 – Plataforma do site

Além do que foi citado acima, o servidor em que o site está hospedado também pode afetar a sua posição, com erros comuns como:

Tempo de resposta: Quando o servidor demora muito para entregar o conteúdo, o leitor acaba desistindo do seu site;

Timeout: Outro erro que ocorre quando o servidor demora a responder uma requisição;

Limite de Transferência: Alguns servidores acabam limitando a quantidade de transferência sendo péssimos em termos de SEO;

Tipo de Hospedagem: Verifique se o tipo de hospedagem do seu site é compartilhado ou dedicado, caso seja compartilhada é o caso de vários sites estarem sendo hospedados em um mesmo IP podendo haver até mesmo penalização para o seu site.

Fonte: www.designersbrasileiros.com.br – sem data